Orientação sobre o brevet dos organizadores

Orientação sobre o brevet dos organizadores

 

Orientações para o brevet dos organizadores

Os organizadores e seus voluntários, podem pedalar o brevet dos organizadores até 3 (três) semanas antes, ou uma semana após a realização do brevet originário, sendo essa regra imposta como condição exclusiva para homologar o brevet de organizadores.

A distância deste brevet obrigatoriamente será a mesma realizada no percurso original.

O Randonneurs Brasil sugere que o brevet dos organizadores e de seus voluntários seja percorrido, preferencialmente antecedendo a data do brevet, para que sejam corrigidas falhas do percurso e melhorar o andamento da estrada para o participante. Bem como, corrigir possíveis erros quanto à rota/percurso, abastecimento, PC’s, PA’s e principalmente informações precisas com antecedência aos ciclistas que terão interesse em participar.

Cabe esclarecer que os voluntários dos clubes organizadores, atuam por espontânea vontade, de forma livre, desinteressada e responsável se compromete, de acordo com as suas aptidões e no seu tempo livre, a desenvolver ações de voluntariado, em prol do Randonneur como ciclismo de longa distância. Atuar como voluntário é ter numa relação de solidariedade traduzida em gratuidade no exercício da atividade, prestando serviços não remunerados em benefício da modalidade. Sugere-se que os clubes organizadores esclareçam como funciona a modalidade, os critérios de realização dos brevet’s e como funciona o serviço voluntário em seus clubes organizadores.

O voluntário que pedalou a prova com os organizadores, deverá trabalhar na prova oficial, isto não sendo possível e devidamente justificado ao Clube Organizador, este voluntário deverá auxiliar o organizador em outro brevet, com data a ser definida entre ambos. Salienta-se que a prova de organizadores não é uma segunda chance a ciclistas, é uma prova para oportunizar aos clubes o acolhimento de novos voluntários, que se disponham a pedalar e a trabalharem voluntariamente e espontaneamente para o crescimento do Randonneur no Brasil.

Indica-se que os PCs sejam realizados em pontos comerciais e que os ciclistas possam usar estes mesmos pontos para:

  • pegar a assinatura e carimbo do comerciante no passaporte. Anotar o nome e telefone da pessoa;
  • pegar um comprovante de consumo neste estabelecimento. Ex.: cupom fiscal com hora;
  • fazer um registro fotográfico como um extra em caso de dúvida.

O brevet dos organizadores pode não possuir a estrutura do brevet oficial, nem todos os lugares estarão “abertos”, mas o organizador poderá ou não a seu critério, disponibilizar estrutura de voluntários para carimbar os passaportes. Mas o organizador previamente irá indicar os PCs para que sejam realizados em pontos comerciais e que os ciclistas possam usar estes mesmos pontos para:

  • pegar a assinatura e carimbo do comerciante no passaporte. Anotar o nome e telefone da pessoa;
  • pegar um comprovante de consumo neste estabelecimento. Ex.: cupom fiscal com hora;
  • fazer um registro fotográfico como um extra em caso de dúvida;
  • caso algum local indicado como PC esteja fechado, podem ser aceitos outros comprovantes de passagem em outros locais a serem comprovados e justificados com o clube organizador;
  • manter uma comunicação com o organizador durante a realização do brevet da organização.

O registro deste brevet da organização, será incluído o tempo e nome dos organizadores e voluntários na lista oficial de publicação para homologação junto com todos os ciclistas que pedalarem o brevet organizadores e do brevet propriamente dito.

A homologação do brevet de organizadores e voluntários obedece os mesmos prazos para homologação do evento principal.